Símbolos Nacionais – Significados, Principais Símbolos, Curiosidades

Símbolos oficiais são itens gráficos ou musicais que refletem um grande valor histórico, representando uma determinada região. Os símbolos são definidos por leis e seguem dimensões e formas rígidas de apresentação. Esses símbolos são estabelecidos através de uma ou mais leis que tratam, minuciosamente, sobre suas dimensões e formas corretas de apresentação. Os símbolos nacionais são de grande importância, pois representam nosso país.

Principais símbolos nacionais

De acordo com a Constituição Brasileira, os símbolos nacionais oficiais do país são: a Bandeira Nacional, o Brasão da República, o Hino Nacional e o Selo Nacional. A apresentação e o uso de tais símbolos oficiais estão regulamentados na Lei Federal nº 5.700, de 1º de setembro de 1971.

Significado dos símbolos nacionais

  • Bandeira Nacional: é representada por uma globo azul repleto de estrelas, cortado por uma faixa branca com a frase “Ordem e Progresso”. Dentro há ainda um losango amarelo sob um fundo verde. Portanto, as cores oficiais da bandeira do Brasil são: verde, amarelo, azul e branco,.

A bandeira nacional representa o Símbolo Augusto (grandioso) da Pátria. Ela foi concebida no dia  19 de setembro de 1822. A bandeira como se apresenta atualmente segue a mesma forma do ano de 1889. As modificações feitas desde o seu período de criação se dão ao fato da mudança do sistema de Monarquia para República.


Cada uma das estrelas da bandeira do brasil representa um de nossos estados. Vale saber que a única estrela que se localiza acima da faixa branca representa o estado do Pará.

  • Hino Nacional: com a letra escrita pelo poeta Joaquim Osório Duque Estrada, o hino foi concebido no ano de 1909. O hino nacional deve ser cantando em de forma harmoniosa e de pé. Quem não canta o hino deve ter uma atitude respeito a este símbolo oficial, permanecendo em silêncio durante a sua execução – igualmente de pé.
  • Brasão da República: o brasão é formado por uma estrela de cinco pontas e um escudo repleto delas. Também é composto por uma espada no sentido vertical, com figuras de ouro e sobre ele ramos de café. Do lado esquerdo há mais ramos de café e do direito, um ramo de fumo florido.

O símbolo foi criado pelo engenheiro Artur Zauer. O Brasão da República é utilizado pelos pelas Forças Armadas, além dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.

  • Selo Nacional: A função do Selo Nacional é a autenticação de documentos oficiais.

O selo é um círculo semelhante ao da Bandeira Nacional. Ao seu redor está escrito “República Federativa do Brasil”.

Origem dos símbolos nacionais

  • Bandeira Nacional: O país adotou o projeto atual da Bandeira Nacional oficialmente no dia 19 de novembro de 1889. O projeto desse símbolo oficial viera a substituir a bandeira do Império do Brasil.

A concepção do novo símbolo nacional foi desenvolvida por  Raimundo Teixeira Mendes, com a colaboração de Décio Villares, Miguel Lemos e Manuel Pereira Reis.

  • Hino Nacional: a letra do Hino Nacional passou por algumas transformações, desde sua criação, no ano de 1831. A versão oficial atual é de composição de Joaquim Osório e Francisco Manuel da Silva. A versão do compositor foi escolhida devido a sua popularidade e a não aceitação de outras versões pelo povo brasileiro.
  • Brasão da República: o Brasão de Armas do Brasil se originou através de uma encomenda feita pelo Presidente Manual Deodoro da Fonseca ao engenheiro Artur Zauer, durante a década de 1890.
  • Selo Nacional: o símbolo oficial foi criado por meio do decreto do dia 15 de novembro de 1889.

Qual a importância dos símbolos brasileiros?

A importância dos símbolos nacionais brasileiros é dar um caráter a formação do país. Os símbolos nacionais são importantes pois exprimem a cultura e a história de uma nação.

Curiosidades

Conheça alguns fatos curiosos sobre a Bandeira Nacional Brasileira:

  • A Bandeira Nacional que conhecemos hoje foi regulamentada em 19 de novembro de 1889. A composição do símbolo é do pintor Décio Villares e o projeto, de de Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos. A bandeira é bem parecida com a usada durante o Império, quando fora concebida pelo pintor Debret, em 1822.
  • A quantidade de estrelas presente na Bandeira do Brasil foi atualizada em 1992. Isso para acrescentar as figuras que representam os estados de Roraima, Amapá, Tocantis e Rondônia.
  • Alguns historiadores dizem que o verde da bandeira não representaria as matas brasileiras. A cor seria o tom oficial da família real portuguesa. E o amarelo não representaria o ouro e, sim, a cor oficial da família austríaca da Imperatriz Leopoldina.
  • As constelações que estão estampadas na bandeira do Brasil estão invertidas. Isso porque representam não a forma como são vistas por nós olhando para o céu, mas como se fossem observadas através de um espelho.
  • A frase “Ordem e Progresso” – lema impresso na Bandeira Nacional – teve como inspiração a filosofia positivista. Porém, tais dizeres teriam sido criados por Augusto Comte, representado o amor pela ordem e o progresso como fim.